Ao utilizar este site, concorda com o uso de cookies de acordo com a nossa Política de Cookies.

concordo

Carlos do Carmo “À Noite”

08 Novembro, 2007 a 28 Fevereiro, 2008

img

A 8 de Novembro o Museu abriu ao público a exposição temporária À Noite, elaborada em torno do mais recente disco de Carlos do Carmo. 

Em exposição, para além das telas originais de Júlio Pomar retratando Carlos do Carmo, podem ver-se os manuscritos de poemas inéditos de José Luís Tinoco (Insónia), Júlio Pomar (Fado do 112 e A Guitarra e o Clarim), Nuno Júdice (À Noite e Lisboa Oxalá), Maria do Rosário Pedreira (Pontas Soltas e Vem, Não Te Atrases), Fernando Pinto do Amaral (Madrugada e Vou Contigo Coração), José Manuel Mendes (Fado dos Meus Fados) e Luís Represas (Enredo).

Duas projecções sobre a vida e obra de Carlos do Carmo, a partir do DVD inédito “O Fado de uma Vida” de Rui Pinto de Almeida, complementam esta mostra sobre o mais recente trabalho de Carlos do Carmo, à beira de cumprir os seus 45 anos de carreira.