Ao utilizar este site, concorda com o uso de cookies de acordo com a nossa Política de Cookies.

concordo

Workshop de Guitarra Clássica com PEDRO JÓIA

Dirigido a guitarristas clássicos e violistas de fado, este workshop aborda os processos de transposição para a guitarra clássica da linguagem técnica e musical da guitarra portuguesa de Lisboa. Serão trabalhadas obras do repertório da guitarra de Lisboa segundo a perspectiva de alguém que, não sendo oriundo do universo do Fado, cedo se interessou por esta linguagem musical. Serão igualmente abordadas obras de compositores da música popular portuguesa como Carlos Paredes ou José Afonso.

Duração: 5 horas
Horário: 10h-13h . 15h-17h 
Preço: 5€

No final dos trabalhos será apresentado um pequeno recital colectivo.

Inscrições e informações: info@museudofado.pt ou 21 882 34 70. 

-----


Pedro Jóia
começou a tocar guitarra aos sete anos de idade com Paulo Valente Pereira na Academia dos Amadores de Música, em Lisboa, passando a estudar com Manuel Morais quando, aos quinze anos, se transferiu para o Conservatório Nacional, onde viria a concluir os estudos de guitarra clássica. Paralelamente inicia o estudo da guitarra flamenca, primeiro de forma autodidacta e mais tarde frequentando cursos com Paco Peña, Gerardo Nuñez e sobretudo com Manolo Sanlúcar. 

Começou a apresentar-se a solo e com formações instrumentais a partir dos dezanove anos de idade. Compõe regularmente para teatro e produções cinematográficas/televisão. Em 2008 recebeu o Prémio Carlos Paredes com o álbum “À Espera de Armandinho”, um registo a solo onde transcreve para guitarra clássica obras do grande guitarrista e compositor lisboeta da primeira metade do Século XX Armando A. Freire.

Viveu no Rio de Janeiro entre 2003 e 2007 onde tocou e gravou com grandes nomes da MPB como Ney Matogrosso, com o qual realizou duas extensas tournés e também com Simone e Gilberto Gil, entre outros. Apresentou-se como solista com várias orquestras e formações de câmara como a Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Nacional da Venezuela, Orquestra Clássica da Madeira, Orquestra Chinesa de Macau e Orquestra Sinfonietta de Lisboa.

Apresenta-se regularmente com o “Quarteto Arabesco” tocando obras originais e transcrições para Guitarra e Quarteto de Cordas. Desde 2015 que desenvolve uma estreita relação musical com a flautista americana Susan Palma Nidel. Entre 2013 e 2019 toca em concerto e grava com Mariza e também com o grupo Resistência, combinando estas atividades com projetos pessoais, como o Pedro Jóia Trio.

Grava e edita em 2020 o álbum “Zeca” dedicado a parte da obra de José Afonso, trabalho com o qual foi galardoado, pela segunda vez, com o Prémio Carlos Paredes. 

©Tiago Fezas Vital

©Tiago Fezas Vital

©Tiago Fezas Vital

©Rui Aguiar