Ao utilizar este site, concorda com o uso de cookies de acordo com a nossa Política de Cookies.

concordo

Aldina Duarte | Há Fado no Cais

NOTA: Face ao anúncio das actuais medidas de combate à pandemia de COVID-19, os horários dos equipamentos culturais sofreram alterações. Assim, este concerto inicialmente marcado para as 21h, foi antecipado para as 19h. Os bilhetes adquiridos são válidos para o novo horário. Para mais informações, entre em contato com a bilheteira do Centro Cultural de Belém através do e-mail bilheteiraccb@ccb.pt ou do número de telefone 213 612 627. 

 

Aldina Duarte apresenta o seu mais recente disco, Roubados.
Tal como acontece no disco, Aldina Duarte cria as suas novas versões a partir de originais por si «roubados» que diz serem insuperáveis; arrisca e ousa todas as alterações de modo a trazê-los para a singular autenticidade fadista, numa busca de verdade que é uma constante nas suas interpretações, recorrendo ao jogo rítmico na divisão dos versos, que sempre a fascinou, usando e abusando até do contratempo (o chamado «roubado» na gíria musical dos fadistas), relevando a música das palavras no seu sentido e na sua poesia, afirmando a sua visão destas histórias cantadas. 

Em palco estará uma das duplas mais talentosas e singulares nesta arte, Paulo Parreira na guitarra portuguesa e Rogério Ferreira na viola, músicos brilhantes na execução e na sensibilidade interpretativa, seguindo a voz de Aldina Duarte com uma cumplicidade absoluta. Há uma sonoridade que pertence exclusivamente a este trio, que é inconfundível e arrebatadora.
Aldina Duarte, a intérprete singular, abre de novo um caminho por dentro do fado, como sempre só seu.

Foto: Alfredo Cunha
Co-produção: Museu do Fado / Egeac e Centro Cultural de Belém