Ao utilizar este site, concorda com o uso de cookies de acordo com a nossa Política de Cookies.

concordo

Conheça melhor:

Julieta Estrela

(13 Dezembro, 1938)

A sua ligação com o fado iniciou-se quando era ainda criança e acompanhava a mãe e a tia, aos domingos à tarde à Cervejaria “Sabá”, que depois mudou o nome para “Cesária”, local onde assistia a tertúlias fadistas e que tinham como ilustres participantes, entre outros, Carlos Conde, Francisco Radamanto ou Alfredo Marceneiro.

Ainda em criança, Julieta Estrela decorava todos os fados que ouvia e foi nessa primeira casa que cantou pelas primeiras vezes.

Em 1955 o fadista Joaquim Cordeiro inscreve-a no concurso “Rainhas das Cantadeiras e Azes do Fado”, organizado pelo jornal “A Voz de Portugal”, e por ter ganho o concurso, ex-aqueo com Florinda Maria, é lhe oferecida a carteira profissional. Julieta é ainda muito nova e apenas em 1957 se estreia, já como profissional, no “Salão Luso”, casa onde se mantêm até 1961 convivendo com grandes nomes do universo fadista, como Filipe Pinto, Fausto Ribeiro e o poeta João Linhares Barbosa. A sua juventude revelaria Julieta Estrela como uma promessa no mundo fadista.

Após esse período teve inúmeras actuações em espectáculos pelo país - destaque para o Casino da Póvoa, juntamente com Tristão da Silva – e participações em programas de rádio, nomeadamente na Emissora Nacional, até que em 1967 abre a sua primeira casa de fados: “Guitarra da Madragoa”, que acaba por fechar um ano depois, em 1968, altura em que decide deixar de cantar.

Mas o seu gosto pelo fado mantêm-se e acabará por fazê-la voltar a cantar, dez anos mais tarde, quando numa deslocação ao Porto, se encontra com Fernanda Baptista no restaurante “Mal Cozinhado”. Instigada por ela canta nessa noite e a partir dai faz actuações esporádicas até inaugurar, no ano de 2000, aquela que ainda hoje é a sua casa de fados, “Fado Maior”. Nesta casa, situada no Largo do Penereiro, em Alfama, Julieta Estrela concretiza um sonho antigo de ter um espaço próprio onde os amantes de fado se reúnam como amigos e se sintam como em casa.

Julieta Estrela é presença assídua no Conselho Consultivo do Museu do Fado, onde, paralelamente e desde 2001 integra o corpo docente da Escola do Museu através coordenação do Gabinete de Ensaios para Intérpretes.

Julieta Estrela foi proprietária da casa de fados "Fado Maior" e é, actualmente, também presidente da APAF, Associação Portuguesa dos Amigos do Fado, fundada em 1994, que com os seus associados dinamiza acções de pesquisa e divulgação do universo fadista.

 

Fonte:

“A Voz de Portugal”, 01 de Outubro de 1957;

Museu do Fado – Entrevista realizada a 13 de Julho de 2007

Julieta Estrela

Julieta Estrela O Luso

Julieta Estrela O Luso

Florinda Maria, Anita Guerreiro, Julieta Estrela Clube Atlético de Campo de Ourique, 1955

Florinda Maria, Julieta Estrela, Joaquim Campos, Carlos Conde, Azinhal Abelho Clube Atlético de Campo de Ourique, 1955

Julieta Estrela

Julieta Estrela

  • Não Digas Adeus Julieta Estrela (Domingos Silva / João Maria dos Anjos)