Ao utilizar este site, concorda com o uso de cookies de acordo com a nossa Política de Cookies.

concordo

Pedro Guimarães: Somos Fado, parte I

19 Março, 2016 a 30 Setembro, 2016

img

Pedro Guimarães (n. 1974) retrata os protagonistas mais destacados do universo fadista em obras onde o desenho é apenas um ponto de partida. A pluralidade de planos e dimensões utilizadas permite múltiplas leituras.

O observador é interpelado pela própria obra: o seu movimento no espaço fá-lo descobrir ora uma figura bidimensional, ora um retrato a três dimensões, num estímulo permanente aos sentidos.

Pedro Guimarães utiliza uma grande diversidade de suportes dando particular ênfase à reciclagem de materiais. Os excedentes das suas obras dão origem a novos trabalhos. Pedaços de tela e madeira são a base dos retratos de António Zambujo, Ricardo Ribeiro ou Carlos Paredes. A madeira de paletes fixa o desenho de Alfredo Marceneiro.

Mas também reutiliza materiais tradicionais como a renda portuguesa ou instrumentos musicais, como acontece na obra mais emblemática: Amália Rodrigues retratada numa instalação impressionante de 70 guitarras portuguesas e violas de fado. Uma instalação que é também um instrumento musical.

 

Foto de José Frade | Museu do Fado

Foto de José Frade | Museu do Fado

Foto de José Frade | Museu do Fado

Foto de José Frade | Museu do Fado

Foto de José Frade | Museu do Fado

Foto de José Frade | Museu do Fado

Foto de José Frade | Museu do Fado

Foto de José Frade | Museu do Fado

Foto de José Frade | Museu do Fado

Foto de José Frade | Museu do Fado