Museu do Fado
siga-nos em:
Personalidades
 
Luís Penedo
( 1 Janeiro, 1941 )
Compôs diversas obras para Guitarra de Lisboa e para Guitarra de Coimbra sem se afastar das características étnicas da Guitarra Portuguesa. Estuda e divulga o Fado e a Guitarra Portuguesa tradicionais, como formas de expressão étnica.

“Luís Filipe Penedo nasceu em 1941 em Lisboa. Cursou o Liceu Nacional de Gil Vicente, prestou serviço militar na Marinha de Guerra Portuguesa entre 1962 e 1965. Em 1968 licenciou-se no Instituto Superior Técnico em Engenharia Electrotécnica. Trabalhou na TAP entre 1968 e 1970. Trabalhou na Companhia IBM Portuguesa onde exerceu funções como Engenheiro de Sistemas e em Marketing, ascendendo a Director Comercial para a área de Grandes Clientes quer no Porto quer em Lisboa. Em 1991 passou a exercer funções de Consultor Sénior IBM. Até 1996, ano em que se reformou. Foi Presidente da Associação Portuguesa de Informática, representante português e Membro do Conselho, da Federação Mundial de Informática (IFIP), entre 1983 e 1992.

Iniciou a sua aprendizagem de Guitarra Portuguesa aos 13 anos, como autodidacta e com base no antigo método de João Vitória. Teve lições com José Crispim, popular guitarrista de Lisboa, entre 1954 e 1955. Formou entretanto um Grupo de Serenatas no Liceu de Gil Vicente. Foi aluno do grande guitarrista Domingos Camarinha, em 1958 e 1959. Aperfeiçoou-se na técnica da Guitarra Tradicional de Coimbra com Eduardo Craveiro, quando este se encontrava em Lisboa, a quem sucedeu como 1º guitarra do Grupo de Serenatas do Orfeão Académico de Lisboa entre 1959 e 1962. Tocou peças de Carlos Paredes com entusiasmo desde o seu aparecimento. É membro do grupo amador “Os Feiticeiros do Fado” desde 1960. Em 1994 fundou a Academia da Guitarra Portuguesa e do Fado, da qual é o Presidente da Direcção desde então. Aperfeiçoou-se também na técnica tradicional da Guitarra de Lisboa com o mestre Carlos Gonçalves, desde 1996. Formou (2003) um Grupo de Tertúlia de Fado e Guitarra Tradicionais de Lisboa, resultado de um projecto iniciado na Academia. Com este Grupo, “Tertúlia do Fado Tradicional”, produziu um CD, “Saudades do Fado”, de edição limitada, com um livrete de sentido didáctico.

Compôs diversas obras para Guitarra de Lisboa e para Guitarra de Coimbra sem se afastar das características étnicas da Guitarra Portuguesa. Estuda e divulga o Fado e a Guitarra Portuguesa tradicionais, como formas de expressão étnica.”

Actualmente Luís Penedo é membro do Conselho Consultivo do Museu do Fado.

Selecção de fontes de informação:

Última actualização: Julho de 2008


stqqssd
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31